Meus 5 critérios para viajar de mochila sem perrengue

viajar-de-mochila
 

Nossa, como você consegue viajar de mochila e fazer caber tudo o que precisa?” Essa é uma pergunta que sempre escuto de quem viaja comigo, ou de quem vê as fotos que faço. Na minha ida para Arraial D’Ajuda, por exemplo, minha amiga foi com duas malas, enquanto eu me virei com a bagagem de mão. Ela ficou perplexa de ver o quanto fui minimalista rs.

Ok, confesso: nessa vez, e em algumas outras, também levei uma bolsa de tamanho médio, mas creia: dá para viajar sem carregar um milhão de coisas. Nas minhas idas para as praias do litoral paulista, inclusive, só a mochila basta.

Não existe nenhum mega segredo para isso dar certo, é só ter alguns critérios em mente.

E é sobre 5 deles (os que mais uso) que vou falar nesse post. Tenho certeza de que podem ser úteis para você também, inclusive te deixando livre de perrengues comuns, como ter que se locomover carregando muita coisa e perceber que isso não dá muito certo.

Critérios para viajar de mochila sem passar perrengue

  1. OTIMIZE O ESPAÇO DA MOCHILA

Ou, em outras palavras: leve roupas que ocupem pouco espaço.

Ao invés de calça jeans, por exemplo, eu prefiro levar uma legging ou outra calça de tecido fininho. Se você seguir essa dica, conseguirá viajar de mochila carregando muito mais peças, ou poderá comprar algumas coisas na viagem sem se preocupar se terá como levá-las para casa ou não.

  1. APOSTE NO BÁSICO

Dou preferência por escolher peças que sejam básicas e que, além disso, combinem entre si. Assim evito ter que ficar montando “um look pra cada dia”. Para cada short, umas duas ou três blusinhas para combinar, e já está ótimo, não preciso de uma parte de baixo para cada parte de cima.

E, ainda falando sobre shorts, acredite: não é preciso lavar nenhum deles todo dia. Se bater o receio de algo “ficar com cheiro”, use o bom e velho protetor íntimo diário.

  1. ESCOLHA UMA HOSPEDAGEM PRÁTICA

A localização e o preço, claro, devem ser levados em consideração, mas na hora de viajar de mochila eu penso também na praticidade que a hospedagem fornece.

Ficar em locais que ofereçam roupa de cama e banho e a possibilidade de eu lavar e secar minha roupa é o ideal. Sem contar que não ter que carregar toalha é um baita alívio!

Sabe como é, né… Toalhas ocupam espaço demais ;)

  1. UTILIZE O CLIMA A SEU FAVOR

Assim como as toalhas, as roupas de frio também ocupam muito mais espaço, principalmente os casacos.

Logo, a melhor dica nesse sentido é: prefira viajar nas estações quentes. Mas, claro: de nada adianta querer ir para Londres quando AQUI for verão, pois sofrerá com o frio e suas consequências do mesmo jeito.

Liste os locais que deseja conhecer, estude o clima e viaje para cada um deles quando estiverem na primavera ou no verão. Lembrando que essa primeira estação que citei pode ser uma boa também no quesito dinheiro, uma vez que nem sempre representa alta temporada.

  1. NÃO LIGUE PARA O QUE OS OUTROS VÃO PENSAR

O que quero dizer com esse último ponto: você não precisa surpreender ninguém e, tirando o fato de que vai estar numa cidade diferente, tudo continua sendo igual.

Por exemplo…

Se não costumo me maquiar, por que levar um monte de maquiagem na viagem? Será que realmente é preciso comprar roupas novas para chegar num lugar onde ninguém me conhece? E biquínis: será que é tão indispensável levar um para cada dia? Não é mais fácil levar dois e revezar o uso e a lavagem?

Sério: quando comecei a refletir sobre essas perguntas percebi que o que importa PRA MIM é a experiência que vou viver, e não a imagem que vou passar. Prefiro conforto e praticidade, dois pontos que, juntos, me ajudam a viajar de mochila, com um cadin só de coisa =)

É claro que cada pessoa pensa de uma forma e tem a liberdade de ir para onde quiser, levando o que bem entender. Mas, se você caiu nesse post é por que se interessa em viajar de uma forma mais minimalista, e esses são os critérios/dicas que tenho para te indicar. Caso conheça mais algum, ou tenha qualquer coisa para me dizer, é só deixar nos comentário, tá bom?

E se quiser ajudar esse conteúdo a ficar visível para mais pessoas, é só clicar nas estrelinhas, dando uma nota para ele =)

Bjs,

Taty Ferrari <3

Compartilhe!

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS
Gostou?

Deixe uma resposta

(*) Required, Your email will not be published